Artigo publicado por AlmeidaCar no dia 20/01/2013

Um homem de 52 anos apresentou uma taxa de 5 g/l de álcool no sangue, depois de sofrer um despiste ao volante de um automóvel, na freguesia de Figueiras, concelho de Lousada, pela hora de almoço de ontem.

Tudo aconteceu cerca das 12h30. José Joaquim Silva seguia sozinho num Peugeot e estava a caminho de casa – na mesma freguesia – para almoçar. Contudo, na rua Figueiras de Cima, acabou por se despistar e subir uma rampa, ficando o carro imobilizado.

Condutor sofreu despiste com taxa de 5 g/l

Os Bombeiros de Freamunde foram chamados ao local e aperceberam-se do estado de alcoolemia do homem. Com ferimentos ligeiros, José Joaquim foi levado ao Centro Hospitalar do Vale do Sousa, onde se deslocou a GNR de Penafiel, que o submeteu ao primeiro teste. O valor de 5 g/l surpreendeu os militares – trata–se do máximo que o aparelho utilizado regista. O homem admitiu ter passado toda a manhã a beber e foi sujeito a um teste ao sangue, cujo resultado será conhecido em breve. Por ter sido apenas alvo de exame de despistagem, foi só identificado.

Bastante agitado, José ficou toda a tarde no hospital, apesar das tentativas dos responsáveis clínicos de contactarem familiares para o irem buscar.

“Era expectável que estivesse em coma, inconsciente. Há um risco clínico muito grande. Pode impedir o funcionamento do centro respiratório e causar a morte”, diz Rui Nogueira, vice–presidente da Associação Portuguesa de Médicos de Família.

in: Correio da Manhã